terça-feira


(Foto: Mario Pontes)

Sinta-me flor. 
Seja borboleta.
Capte-me o néctar.
Mas pouse. 
Pose. 
Se dis-ponha. 
Me Ame.
E não se vá, jamais!

Fique para o café da tarde,
depois fique para o jantar.
Tem ainda o café da manhã.
O almoço,
mais café,
outro jantar.
E almoço e café e jantar...
E Amar.

Fique, você, borboleta em, mim, flor!
Fique, você, para sempre em, mim, Amor!

3 comentários:

Mayra Borges disse...

gente do céu que coisa linda.
Até fiquei com vontade de ser borboleta, talvez eu até seja, mas me falta um lugar pra pousar, posar e ficar.

Suas poesias são sublimes, e sinceramente de muitos blogs de poesia que vejo por ai o seu é o que eu mais gosto, porque é leve, realmente poesia pura.

Beijos, querido.
www.eraoutravezamor.blogspot.com

Maria Lucas disse...

A pedir desse jeitinho bonito, num jeito de poesia, só não fica quer for cego ou quem não saiba ler. Adorei tua poesia. Beijinhos.

Jullyane Prado disse...

Olá tudo bem, passando para informar que te indiquei no selo The Versatile Blogger Award.

Aqui está o link da indicação:
http://meudiariojk.blogspot.com.br/2013/10/selo-versatile-blogger-award.html.

Beijos!!

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Descritos a Dedo.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.