quinta-feira




A cada cor um momento.
A cada flor um sentimento.

Vou refazendo-me em momentos e fazendo tudo feliz ao preencher meu seio de sentimentos. Sem medo de amar, errar ou de sonhar, apenas conto aos quatro cantos que sei ser feliz de momentos e sentimentos. Fazendo cada momento feliz e transformando felicidades em momentos, eternizados. 
Serei assim, feliz, enquanto momentos me fizerem. Terei momentos assim, enquanto feliz por viver, amar e sonhar eu for. 
O demais quem disse que realmente importa?



fotos por Mario Pontes

2 comentários:

Sahara Higino disse...

Deixemo-nos livres
a sentir todos os
demasiados sentimentos.

O que seria da felicidade,
sem a dor a produzi-la?

Fico a seguir,
Paz!

Alban Luna disse...

São belas e deslisantes as suas palavras amigo.
Obrigado pelo apoio. Continue assim, iluminando o mundo.
Abraços iluminados...

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Descritos a Dedo.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.