sábado


Um dia quem sabe,
Um alguém te ame...
Num dia não cabe
O alguém que te ama...



Retiro da gaveta todas as suas fotos e olho todas as noites antes de dormir. Elas são as únicas lembranças deixadas por você. Elas são apenas as lembranças que me fazem levantar no outro dia de manha. Me motivo por você, um dia sei que te encontrarei novamente... Não sei por que sumiu, não sei pra onde foi, não sei, não.
Queria mesmo poder te dar um abraço hoje, agora. Queria mesmo poder falar que te amo. E queria, também, escutar que me amas... Se é que me amas. Deixou-me aqui, sozinho, sem dar explicações. Mas creio que vai voltar. A, minha, esperança nunca morre.

1 comentários:

Naiane Andrade disse...

Mario eu me senit agora aqui!!!

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Descritos a Dedo.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.