sábado


Serdes mais bela à luz do Luar.
Por ventura és amada,
Em todo lugar.
Até mesmo à luz do pomar.
O sol ardente e clemente,
Que queima e não sente.
Assim como quem visita ao pomar errado.
Que se deixa ser resfriado
Pela bela iluminação lunar.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Descritos a Dedo.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.