domingo


O TEMPO TODO QUE PASSA
SEM PRESSA, SEM DEMORAR
É O MESMO TEMPO QUE PARA
QUANDO DEVE ESTACIONAR

O TEMPO TODO QUE VAI
É ESSE MESMO QUE VEM
SÓ QUE ESSE NAO VOLTA ATRÁS
PRA DESFAZER O QUE JÁ TEM

4 comentários:

Paula Izabela disse...

Passando envergonhada... *.*
Para dizer q adorei o poema, foi o MELHORRRRRRR presente de niver q ganhei. Ficou muito bom, show mesmo.
Quem sabe um dia eu te conto aquela história, mas acho q vc pegou bem a alma poética.
Não respondi antes pq nem sabia como agradecer.
Mas já descobri como: passa lá na mesma postagem p ver (daqui a pouco, estou editando o blog).
Se é q dá p agradecer tamanho carinho ;-D
Criei uma categoria p indicar blogs dos meus ex, alunos claro, e o DESCRITOS A DEDO já está por lá.
Tbm passei aqui p "roubar" seu link de indicação de postagens, acho q vc percebeu 8-D
Ah, adorei o poema p São Pedro.
E se fosse você editaria essas reações aí. Ninguém irá votar NÃO GOSTEI e se votar me avisa q eu vou lá e quebro o pc desse idiota. \\0// kkkkk.
Beijo grande!

Mario Pontes disse...

kkkkkkkkk, vou me despentear um pouco por lá.
Você sabe que sua opinião é bem importante pra mim.
Volte sempre. =D

(Ha e se alguém marcar NÃO GOSTEI agente quebra tudo mesmo.. uhaushau)

Beijos..

Anônimo disse...

mt showw adoreii

Mario Pontes disse...

Obrigado anônimo! Seja bem vindo e volte sempre.

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Descritos a Dedo.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.